Acromegalia

O que é acromegalia

A acromegalia é uma doença hormonal crônica, causada pela produção excessiva do hormônio de crescimento (GH) pelo próprio corpo. Na maioria dos casos a acromegalia é causada por um tumor não cancerígeno na glândula hipofisária, localizado na base do nosso cérebro, que secreta o GH em excesso. A produção e secreção exagerada do hormônio de crescimento leva a superprodução de um segundo hormônio, chamado de fator do crescimento semelhante à insulina 1(IGF-1).1

acromegalia-glandula-pituitaria

Glândula hipofisária, que na acromegalia produz hormônio do crescimento em excesso por conta de um tumor não cancerígeno

Com o passar do tempo em que nosso organismo fica exposto ao excesso desses dois hormônios, podem surgir os sinais e sintomas da acromegalia. Mas esse processo não é imediato: pode levar até 10 anos para os sinais da doença apareçam e seu diagnóstico seja feito.2

Um dos sinais mais característico da acromegalia é o aumento de tamanho dos pés, mãos e da face, mais precisamente da mandíbula (que pode levar ao espaçamento dos dentes). Ocorrem também maior saliência das sobrancelhas, alargamento do nariz e dos lábios e aumento da língua. Além desses sinais mais conhecidos, a acromegalia causa ainda uma série de sintomas, os cinco mais comuns são: dores de cabeça, suor excessivo, fadiga, parestesia (sensação de pontadas ou agulhadas) e dores nas articulações (juntas).1

 

Em geral, a acromegalia atinge adultos de meia idade (30-50 anos de idade). Apesar de menos comum, quando ocorre nas crianças e adolescentes que ainda estão em fase de crescimento, o excesso dos hormônios GH e IGF-1 pode levar ao desenvolvimento de outra condição, chamada de gigantismo, quando o desenvolvimento ósseo é anormal e leva a uma altura excessiva.3

Se não tratada a acromegalia pode trazer complicações graves e até diminuir a expectativa de vida dos pacientes, colocando sua vida em risco. Entre as complicações estão as doenças cardiovasculares (como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral), diabetes, dores artriculares dibilitantes, apneia do sono, perda de visão, bócio e síndrome do túnel do carpo.3

A adesão ao tratamento da acromegalia é fundamental para aumentar a expectativa de vida das pessoas com acromegalia e fazer com que apresentem o controle dos sinais e sintomas e se sintam bem.4

Referências


1. NIDDK. Acromegaly. What is acromegaly? Disponível em: https://www.niddk.nih.gov/health-information/endocrine-diseases/acromegaly. Acesso em 13 de junho de 2017.
2. Shlomo Melmed 2009. Acromegaly pathogenesis and treatment. J Clin Invest. 2009 Nov 2; 119(11): 3189–3202.
3. Mayo Clinic. Acromegaly. Overview. Disponível em: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/acromegaly/home/ovc-20177622. Acesso em 13 de junho de 2017.
4. Espinosa E, Ramirez C, Mercado M. The multimodal treatment of acromegaly: current status and future perspectives. Endocr Metab Immune Disord Drug Targets. 2014;14(3):169-81.